ACESSO CLIENTE »

Notícias »

Cheques sem fundo sobem em outubro, aponta Serasa Experian

imagem da noticia

O percentual de devoluções de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos foi de 1,97 % no mês de outubro, é o que revela o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. Em outubro do ano passado este percentual foi de 1,96%. Em setembro de 2014 foi de 1,84%. Nos primeiros dez meses deste ano, esse percentual foi de 2,06%. Já no mesmo período do ano passado, esse percentual foi de 2,01%.

Segundo os economistas da Serasa Experian, a data comemorativa do Dia das Crianças contribuiu para a elevação da inadimplência com cheques durante o mês de outubro/14. Além disto, no acumulado deste ano, o percentual de devolução de cheques por insuficiência de fundos está maior devido ao agravamento do quadro conjuntural: inflação elevada, juros altos e estagnação econômica com reduções localizadas do nível de emprego.

Confira abaixo tabela com os totais de cheques devolvidos e compensados:

 

Período

Percentual

Devolvidos

Total

Devolvidos

Total

Compensados

Out/14

Set/14

Out/13

1,97%

1,84%

1,96%

1.286.255

1.188.592

1.443.509

65.429.012

64.740.913

73.566.760

Jan-Out/14

Jan-Out/13

2,06%

2,01%

12.995.558

14.110.776

631.209.145

700.501.456

 

Nos Estados e regiões

Roraima liderou o ranking estadual dos cheques sem fundos nos primeiros dez meses de 2014, com 11,36% de devoluções. O Amazonas, por sua vez, foi o estado com o menor percentual (1,22%). Entre as regiões, a Norte foi a que liderou o ranking, com 4,45% de cheques devolvidos, ao passo que a região Sudeste foi a que apresentou o menor percentual (1,52%).

Em todo o país, a devolução de cheques em outubro/14 foi de 1,97% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 1,84% registrada em setembro/14. Em outubro/13, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos no país havia sido de 1,96% do total de cheques compensados.

Na Região Norte, a devolução de cheques em outubro/14 foi de 6,10% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 4,35% registrada em setembro/14. Em outubro/13, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos na Região Norte havia sido de 4,27% do total de cheques compensados.

Na Região Nordeste, a devolução de cheques em outubro/14 foi de 5,74% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 4,14% registrada em setembro/14. Em outubro/13, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos na Região Nordeste havia sido de 4,05% do total de cheques compensados.

Na Região Sudeste, a devolução de cheques em outubro/14 foi de 1,16% do total de cheques compensados, menor que a devolução de 1,29% registrada em setembro/14. Em outubro/13, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos na Região Sudeste havia sido de 1,49% do total de cheques compensados.

Em São Paulo, a devolução de cheques em outubro/14 foi de 0,83% do total de cheques compensados, menor que a devolução de 1,04% registrada em setembro/14. Em outubro/13, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos em São Paulo havia sido de 1,36% do total de cheques compensados.

Na Região Sul, a devolução de cheques em outubro/14 foi de 4,03% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 2,19% registrada em setembro/14. Em outubro/13, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos na Região Sul havia sido de 1,91% do total de cheques compensados.

No Paraná, a devolução de cheques em outubro/14 foi de 4,29% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 2,20% registrada em setembro/14. Em outubro/13, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos no Paraná havia sido de 1,92% do total de cheques compensados.

No Rio Grande do Sul, a devolução de cheques em outubro/14 foi de 3,67% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 2,17% registrada em setembro/14. Em outubro/13, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos no Rio Grande do Sul havia sido de 1,91% do total de cheques compensados.

Em Santa Catarina, a devolução de cheques em outubro/14 foi de 4,21% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 2,20% registrada em setembro/14. Em outubro/13, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos em Santa Catarina havia sido de 1,91% do total de cheques compensados.

Na Região Centro-Oeste, a devolução de cheques em outubro/14 foi de 4,55% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 3,07% registrada em setembro/14. Em outubro/13, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos na Região Centro-Oeste havia sido de 2,81% do total de cheques compensados.

A série histórica deste indicador está disponível em

http://www.serasaexperian.com.br/release/indicadores/cheques_devolvidos.htm

Metodologia do indicador

O Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos consiste no levantamento mensal sobre a quantidade de cheques devolvidos por insuficiência de fundos em relação ao total de cheques compensados. Para efeito do cômputo do indicador, somente é considerada a segunda devolução por insuficiência de fundos.

Fonte: Serasa Experian.

Publicada em: 18/11/2014 11:06

Rua Dona Francisca, 8.300, Bloco L, Sala 20
Distrito Industrial, Joinville SC. Veja no mapa»

Fale Conosco:
47 3028-7574

Facebook Twitter Linkedin